Você já deve ter ouvido falar pelo menos uma vez sobre Hard Skills e Soft Skills. Ultimamente este é um termo muito utilizado, principalmente no setor de Recursos Humanos das empresas mais desenvolvidas.

Diversos artigos da Gente, falam sobre como o método de contratação está mudando, por isso hoje trouxemos tudo sobre esses termos que você precisa estar por dentro! Por isso acompanhe a Gente até a última linha!

O que são esses termos?

A palavra skill, em inglês, pode ser traduzida para o português como habilidade/competência. Ou seja, é a aptidão para executar alguma ação.

Portanto Hard skills e soft skills, são os nomes dados respectivamente às competências técnicas e às habilidades subjetivas de um profissional. Ficou um pouco confuso né? Mas vem que eu te explico!

O que são hard skills?

Hard skills são as habilidades profissionais que podem ser quantificadas. Em geral elas podem ser aprendidas através da teoria como em graduações, cursos e livros. Portanto as Hard Skills, são mais fáceis de se identificar, pois podem ser medidas e comprovadas de alguma maneira, geralmente através de certificados e diplomas.

Alguns exemplos de hard skills são:

  • Habilidades em língua estrangeira;
  • graduação;
  • especializações;
  • mestrado ou doutorado;
  • cursos técnicos;
  • operação máquinas;
  • habilidades em programas de computador;

São essas habilidades que costumam ser mensuradas no currículo por exemplo. Sendo as habilidades com que o profissional de RH tem o primeiro contato com o profissional.  Isso porque as hard skills mais desejadas dependem diretamente do cargo e tipo de função a ser desempenhada pelo colaborador na empresa.

O que são soft skills?

Diferente das Hard Skills, as soft skills são habilidades mais subjetivas de cada indivíduo e que se relacionam com sua personalidade, caráter, crenças e valores.

Essas passaram a ser extremamente valorizadas no mercado profissional. Justamente porque esses aspectos influenciarão diretamente na maneira como o profissional desempenha sua função e como se relaciona com outras pessoas.

Já reparou que na maioria das descrições de vagas de trabalho possuí discernimento entre “Conhecimentos/ Requisitos Técnicos” e “Habilidades”? Estes são respectivamente as Hard Skills e as Soft Skills.

Veja alguns exemplos de soft skills:

  • resiliência;
  • flexibilidade;
  • boa comunicação;
  • paciência;
  • Senso de Liderança
  • ética;
  • espírito de equipe;
  • dinamismo;
  • cordialidade.

 

Um erro muito comum é que essas habilidades sejam confundidas. Geralmente os profissionais costumam não relatar essas competências em seu currículo, e até mesmo quando o entrevistador questiona sobre suas habilidades pessoais as hard Skills são mencionadas.

Qual a importância dessas competências?

Antigamente, os processos seletivos levavam em consideração apenas as Hard Skills. Porém, com a evolução do mercado, as técnicas como cursos e graduações deixaram de ser um diferencial, e passaram a ser o básico.

Além disso, cada vez mais os estudos em gestão de pessoas, comprovam como competências como inteligência emocional são essenciais para o sucesso dos profissionais e das equipes.

Mas afinal como as Soft Skills podem ser desenvolvidas e avaliadas?

Como dissemos a principal diferença entre as Hard e Soft Skills, além de suas naturezas diversas, é a dificuldade em comprovar as soft Skills.

O ponto é que de maneira alguma isso significa que elas não podem ser aprendidas ou mensuradas. Através da ajuda de pessoas especializadas, que ajudarão o profissional a reconhecer suas fraquezas e potenciais, descobrindo como evoluir nesses sentidos, é possível desenvolver as Soft Skills.

Um erro muito comum e que ocorre em muitos processos de seleção das empresas é o foco exclusivo nas hard skills dos candidatos. O que de maneira geral atrapalha muitas contratações, pois estar não são feitas de maneira assertiva.

Isso acontece por motivos como a ausência de maneiras de comprovação das soft Skills. Mas é preciso destacar que existem meios da empresa comprovar a existência das Soft Skills em um profissional, Isso acontece através do Mapeamento Comportamental.

Certamente, essa é um tendência continua, e cada vez mais deve ser valorizada, por empresas e profissionais. Por isso Gente mais oferece conteúdos exclusivos para que você se mantenha sempre atualizado, e serviços personalizados para que sua empresa possa se desenvolver cada vez mais conheça nossas Soluções!

Acompanhe a Gente!

  Youtube

 Facebook

 Linkedin

 Instagram

Para mais informações entre em contato com a Gente Mais:
Fone: (14) 3227-9558 | (14) 3214-3335
Email: [email protected]
Endereço: Rua Engenheiro Saint Martin, 23-40
17012-056 – Bauru / SP