Perfis Comportamentais

Você sabe o que são os perfis comportamentais?

Os primeiros perfis comportamentais vieram dos gregos, onde a influência do comportamento das pessoas adivinha dos elementos básicos da natureza (Fogo, água, ar e terra). Posteriormente Hipócrates desenvolveu outra teoria, onde o comportamento humano era definido de acordo com o equilíbrio de quatro fluídos corporais (sangue, bile negra, bile amarela e fleuma). A partir disso, a ciência moderna observou que a teoria dos fluidos não era válida, no entanto existiam quatro humores que poderiam ser considerados universais.

Os perfis comportamentais continuaram a ser tema de estudo com o passar dos anos, mas foi o Psicólogo William Marston, que construiu a metodologia DISC, amplamente utilizada atualmente. Dominância, Influência, Estabilidade e Conformidade, são os quatro elementos utilizados no modelo DISC.

De acordo com essa metodologia, existem quatro perfis comportamentais. Assim, suas características englobam tanto sua vida pessoal, quando a vida profissional. A divisão se dá em perfil Comunicador, Executor, Planejador e Analista.

Quatro perfis de comportamento, qual será o seu?

Antes mesmo de realizar experiências e aplicar testes que podem avaliar de forma assertiva o perfil comportamental de cada um, é preciso entender o porquê de tal divisão. Dessa maneira, citando algumas poucas características predominantes em cada um desses perfis, é fácil entender porque eles estão separados:

Comunicador:

É uma pessoa comunicativa e geralmente dotada de grande carisma e poder de persuasão. Mostra-se sempre entusiasmado com projetos e novidades, tende a ser muito otimista e relaciona-se com facilidade.

Executor:

Dotado de extrema autoconfiança, esse tipo de profissional é dominante e, em casos extremos, pode ser autoritário e ditatorial. Aceita e se dá bem com desafios e dificuldades, possui senso de competitividade extremo e costuma ser corajoso em suas posturas e ao defender seus pontos de vista.

Planejador:

São pessoas estáveis e pacientes, de ritmo constante e alto grau de conservadorismo. Dificilmente entram em pânico, mas têm uma pequena capacidade de improviso.

Analista:

Detalhista e meticuloso, o analista é organizado, responsável e altamente conservador, sendo hábil ao controlar processos e rotinas repetitivas.

A partir desse conhecimento, é necessário compreender que uma mesma pessoa pode se encaixar em mais de um perfil comportamental. Na verdade, essa situação é bastante comum e cabe ao gestor identificar qual é a personalidade dominante naquele indivíduo.

Qual a importância de analisar os comportamentos dos colaboradores?

Por exemplo: há quem trabalhe melhor e seja mais produtivo sob pressão, enquanto outros preferem fazer tudo antecipadamente e com calma. Ao mesmo tempo, existem pessoas que reagem muito mal a feedbacks e/ou têm pouca inteligência emocional para lidar com críticas. Portanto, para cada perfil encontrado, é preciso saber trabalhar para extrair seu potencial máximo.

Perceba que a personalidade interfere significativamente na postura do indivíduo. No entanto, suas experiências profissionais e o conhecimento obtido também têm um impacto relevante. Sendo assim, o perfil sofre uma mistura de competências técnicas com competências comportamentais.

São esses fatores que fazem um profissional ser completo e adequado para determinado cargo ou função. Como consequência, se ele estiver alocado em um local diferente do esperado, o resultado tende a ser desmotivação e ausência de engajamento com a empresa.

Por exemplo: um profissional pode ser bastante criativo, mas também ter amplo poder de comunicação com a equipe. Nesse caso, ele se enquadra em mais de um perfil — que veremos a seguir. Ainda assim, uma dessas competências é mais forte e deve ser explorada com mais abrangência.

Você sabe o que é Análise comportamental?

A análise comportamental é uma abordagem de avaliação. Dessa maneira, ela consiste em observar qualidades e defeitos, pontos fortes e fracos, presentes em cada um de nós. Com base nesse exercício, o objetivo é alcançar maior clareza e assertividade na rotina de cada um, extraindo a melhor performance de cada pessoa, gerando impactos na busca por resultados.

Atualmente muitos profissionais são admitidos pelo currículo e demitidos pelo comportamento. Por isso, o mapeamento comportamental contribui para a gestão de pessoas. Através desse método, é possível identificar os talentos da equipe, as áreas de competências, os fatores motivadores e o estilo de liderança ideal para um clima organizacional pautado em resultados.

Contudo, mapear o perfil comportamental dos colaboradores é uma forma de enaltecer o trabalho, ajudando cada pessoa a encontrar seu lugar de maneira feliz e confortável. Isso é promover o desenvolvimento humano, e nós somos apaixonados pelo desenvolvimento humano. Conheça

Acompanhe a Gente!

  Youtube

 Facebook

 Linkedin

 Instagram

Para mais informações entre em contato com a Gente Mais:
Fone: (14) 3227-9558 | (14) 3214-3335
Email: [email protected]
Endereço: Rua Engenheiro Saint Martin, 23-40
17012-056 – Bauru / SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *