O Assessment é um processo que possibilita a avaliação de competências do respondente, conhecendo com maior eficiência e critério as pessoas e com o objetivo final de buscar autoconhecimento e gestão do conhecimento. Assim, este um processo que, por intermédio de técnicas e avaliações, conduz ao diagnóstico do potencial das pessoas. 

Assim, de acordo com as necessidades e objetivos finais de um processo de assessment, e dependendo da informação que necessitamos descobrir, utilizamos uma determinada ferramenta de assessment. Cada avaliação tem o seu objetivo específico e nenhuma é tão completa a ponto de suprir todas as necessidades do mercado.

Independente disso as ferramentas de Assessment ajudam as empresas na hora de estabelecer métricas para selecionar e recrutar, avaliar o desempenho dos colaboradores, medir o clima organizacional e criar planos de carreira, elas servem para, principalmente, que o profissional perceba seus pontos fortes e as áreas a serem trabalhadas para melhorar ainda mais o seu desempenho profissional.

Também são utilizadas com o propósito de melhorar os processos do dia a dia de um ambiente de trabalho, visando aumento da produtividade, aperfeiçoamento do relacionamento interpessoal entre chefes e subordinados e entre colegas de trabalho. Outra vantagem em investir em assessment é a diminuição dos custos de contratação e demissão.

Mas para investir nessas ferramentas é importante que você conheça minimamente cada uma delas, assim decidindo o que a sua empresa precisa. Por isso nós da Gente Mais vamos contar um pouco mais das ferramentas e métodos que trabalhamos na nossa empresa, bora aprender mais?!

 

DISC – William Marston

O DISC é um dos métodos de Assessment que mais trabalhamos, você já deve ter visto em nossos workshops e cursos de formação. Esse método foi criado por William Marston.

O DISC é uma das ferramentas de assessment mais poderosa da atualidade e tem como objetivo melhorar e facilitar processos de treinamento e consultoria.

Ela permite que as pessoas compreendam rapidamente suas preferências de comportamento no trabalho, através de quatro tendências básicas: Dominância, Influência, Estabilidade e Cautela.

Geralmente, o coach utiliza essa ferramenta para desenvolvimento de executivos, seleção, trabalho em equipe e comunicação efetiva em vendas, gerenciamento de conflito e outros.

 

Egograma – Eric Berne

O Egograma é uma teoria de personalidade, desenvolvida pelo DR Eric Berne na década 50 e publicada em 1957. É também uma teoria Psicanalítica e Psicológica, individual e social com o objetivo de que o indivíduo consiga se autoconhecer, compreendendo todos os parâmetros de educação básica implantados na sua infância por seus pais ou pela pessoa que representou a figura materna e paterna, tratando-se dos “conflitos internos, através do diagnóstico dos estados de Ego (que veremos em outros artigos). 

O Egograma tem como característica mostrar para o adulto de hoje o que o levou a ter as atitudes, os pensamentos e as características de personalidade, podendo assim, fazer uma auto análise levando em consideração o que foi vivido em sua infância, para tentar corrigir, alguns fatores e transferir para seus filhos em sua educação básica numa forma mais equilibrada para que eles no futuro sejam adultos, com controle, equilíbrio e autonomia sobre sua vida.

 

MBTI: Isabel Briggs Myers e Katharine Cooks Briggs

O MBTI, ou Tipologia de Myers-Briggs, é um instrumento utilizado para identificar o tipo psicológico das pessoas, amplamente utilizado como teste de personalidade. A avaliação do MBTI pode ser aplicada por meio de um questionário estruturado com alternativas opostas, que refletem as preferências já estudadas no método.

Com os resultados, é possível encontrar 16 tipos diferentes de personalidades – daí a importância da avaliação para a área de gestão de pessoas. O MBTI identifica os tipos psicológicos, indicando aspectos da personalidade, destacando seus pontos fortes e determinando suas preferências e Informa como essas preferências influenciam seu comportamento na prática.

Quando utilizamos o MBTI em processos de recrutamento e seleção, não conseguimos diagnosticar com precisão as afinidades do candidato por área de trabalho e suas competências comportamentais direcionais a tal. 

 

Estilo de Liderança: Perfis de Belbin

O pesquisador britânico Raymond Meredith Belbin identificou nove comportamentos-chave desempenhados pelas pessoas em equipes; os perfis de Belbin. Por que eles são relevantes? Porque  ajudarão você a montar uma equipe com características e responsabilidades complementares, minimizando conflitos e otimizando resultados.

Os nove perfis são: Investigador de Recursos, Agregador, Coordenador, Pensador,  Analista, Especialista, Articulador, Implementador e Realizador.

 

Eneagrama – Oscar Ichazo

O eneagrama de personalidade é um modelo que descreve as diferenças individuais de cada pessoa, tendo por base nove distintos tipos de personalidades. Para você entender melhor, em uma descrição ilustrativa, o eneagrama é uma figura geométrica de nove pontas, composta por um círculo, um triângulo e uma hexade (a qual conecta os números 1-4-2-8-5-7).

Ele pode ser usado no estudo de qualquer processo contínuo, pois a sua lógica é a de que o fim é sempre o início de um novo ciclo. O eneagrama é utilizado, juntamente com outras técnicas, para gestão emocional e desenvolvimento humano. Ele traz consciência para os padrões de comportamento, oferecendo alternativas para que o indivíduo possa se desenvolver através do autoconhecimento, sendo importante para empresas que tem muitos colaboradores divididos em equipes.

 

SPRIX- Sports Profile Index

É um Instrumento de avaliação que identifica a atividade física preferida do indivíduo, a partir de análise comportamental, aumentando as chances de não desistência, auxiliando as empresas no controle da sinistralidade.

O Sprix foi desenvolvido a partir de estudos e análises científicas da Área de Educação Física e baseado em teorias do comportamento humano e suas preferências. Baseado em conceitos já comprovados sobre o comportamento humano. Foram selecionadas 7 características que identificam preferências motivacionais dos indivíduos. Na maioria das vezes, uma pessoa escolhe sua atividade física com base em modismos ou sugestões de outras pessoas. O SPRIX foi criado para identificar a atividade física do indivíduo com base em seu perfil motivacional.

E traz benefícios para a Pessoa, já que a prática de atividade física traz a melhoria da saúde pessoal, motivação, produtividade e integração com a equipe. E também para a Empresa, já que O SPRIX contribui para redução de sinistralidade, obesidade e sedentarismo, pois apoia os indivíduos na escolha de atividades físicas onde eles tenham menor possibilidade de desistência ou desmotivação.

 

CULTURAL INDEX

Um índice de cultura é definido como a representação de como sua força de trabalho se sente ao ser empregada na organização. Isso inclui seus sentimentos, opiniões e atitudes sobre os diferentes atributos de suas funções e responsabilidades.

Uma organização contrata funcionários em diferentes níveis. Normalmente, os gerentes são contratados para traçar estratégias de trabalho geral de suas respectivas equipes e para manter o clima de trabalho. Eles têm a responsabilidade de ajudar sua equipe e garantir o seu bom funcionamento.

Quando uma organização quer avaliar como seus funcionários se sentem, eles implementam uma pesquisa de funcionários se eles tiverem que pesquisar toda a organização, mas se forem apenas alguns membros, então eles recorrem aos gerentes para o relatório de primeira mão.

 

TEAM INDEX

É uma ferramenta de consulta que coleta confidencialmente opiniões, observações e sentimentos dos funcionários para permitir a expressão de todas as vozes. Ela é uma ferramenta de assessment que mede a inteligência coletiva da organização para revelar os principais pontos fortes e prioridades para o aperfeiçoamento. E também serve como uma ferramenta de monitoramento, que ajuda os líderes a entender melhor suas equipes, tomar decisões, tomar ações e avaliar seu impacto ao longo do tempo.

 

360 INDEX

A avaliação 360 graus é uma ferramenta incrível para mapear a performance dos colaboradores. De forma breve, é um recurso por meio do qual o funcionário é avaliado a partir do feedback de vários profissionais com os quais ele se relaciona no trabalho. Ou seja: a análise parte de várias fontes, e não apenas do gestor direto do colaborador.

Ela fornece diferentes benefícios: desenvolvimento de competências nas equipes, direcionamento de treinamentos e capacitações, sucesso no alcance da estratégia de negócios e muito mais. E a boa notícia é que se trata de um tipo de avaliação fácil de aplicar, e a única desvantagem é que, para a aplicação, você precisa mobilizar muitas pessoas, já que uma única avaliação envolve vários colaboradores ou líderes gerando feedback. 

 

Agora que você já conhece todas essas ferramentas fica mais fácil saber qual é a melhor para a aplicação que você precisa na sua empresa, e se desejar aplicá-la não hesite em nos procurar. A Gente Mais trabalha com todas elas e você pode nos encontrar no número (14) 99668-6519!