Está na hora de conhecer os Perfis Comportamentais de Belbin

Conhecer seus colaboradores é o primeiro passo para montar uma equipe produtiva e motivada

Tempo de leitura estimado: entre 5 min 30 s e 7 min

Vamos novamente bater na seguinte tecla: As pessoas são diferentes, cada um tem suas crenças, valores, hábitos etc. Por isso, na hora de montar a equipe de trabalho, é importante entender quais as características das pessoas nesta equipe e como você pode potencializá-las. Aí é que entra o método de Análise Comportamental chamado “Perfis de Belbin”, você pode usá-lo para conhecer melhor os seus funcionários e a si mesmo e, assim, reunir equipes de pessoas com características que se complementam.

Em seu trabalho, o pesquisador britânico Raymond Meredith Belbin (1926-atualmente) notou a existência de 9 perfis de comportamento distintos demonstrados pelas pessoas quando colocadas para trabalhar em equipe. São eles:

  1. Investigador de Recursos

Extrovertido e articulado, o sujeito que se enquadra neste perfil gosta de estar sempre negociando e buscando novos recursos e oportunidades. Bem comunicativo, ele costuma ser a injeção de energia que todo grupo precisa. Porém, pessoas deste perfil tendem a se sentir desestimuladas com rotinas muito repetitivas e precisam de constantes novidades. Seu trabalho geralmente é de motivar o início dos projetos, mas não de executá-los

  1. Agregador

Com uma excepcional habilidade na área de relacionamentos interpessoais, o Agregador geralmente é a “cola que une o grupo”, seja resolvendo conflitos ou criando laços com os demais colaboradores. Ele é um perfeito diplomata. Em alguns casos, se não for cauteloso, o Agregador pode acabar trabalhando apenas a “ponta do iceberg” dos problemas, deixando as questões mais profundas sem resolução, o que pode levar a um conflito ainda maior no futuro. Essas pessoas tendem a se sentir desconfortáveis em situações que exigem decisões rápidas, pois gostam de dialogar e resolver as coisas com paciência.

  1. Coordenador

O coordenador é aquela figura que consegue olhar para a equipe como se estivesse fora dela, fazendo uma análise bem precisa sobre as diferentes qualidades de cada integrante e, com essa informação, ele consegue fazer com que todos melhorem sua performance com um mesmo objetivo. Coordenadores tendem a prosperar mais em ambientes com uma hierarquia mais flexível, ou seja, em modelos de gestão mais modernos nos quais não há muita diferenciação entre superiores e subordinados, são todos colaboradores. Por serem muito habilidosos em analisar e engajar o resto do time, podem ter uma responsabilidade muito grande, o que provavelmente irá sobrecarregá-lo em algum momento.

  1. Pensador

Os pensadores são introspectivos e muito criativos, são aquelas pessoas que ficam no seu canto, mas quando soltam uma ideia, é algo totalmente inesperado e original. Cada vez mais valorizado no mercado de trabalho, o pensador é aquela pessoa capaz de dar o pontapé inicial a um projeto que não saia do papel ou mesmo de destravar um projeto que tinha esbarrado em um grande problema. Porém, por serem muito introspectivos, podem enfrentar dificuldades na hora de externar suas ideias e costumam ser pessoas que perdem facilmente a concentração quando estão em grupos. Pensadores trabalham melhor sozinhos.

  1. Analista

Um Analista é muito calmo e estável. Você perceberá o Analista sempre observando e tomando notas sobre os projetos, tentando perceber todas as nuances e os mínimos detalhes. Diferentemente dos Pensadores, os Analistas sempre se mantém presos à realidade e não são pessoas muito criativas. Tem uma capacidade incrível de identificar problemas, mesmo aqueles que passam despercebidos por todo mundo, mas sentem dificuldade na hora de achar soluções. Podem pensar demais antes de agir, perdendo assim, algumas oportunidades.

  1. Especialista

Um Especialista é um profissional que parece saber tudo e mais um pouco da sua área de atuação. É a pessoa que tem conhecimento de todos os detalhes e a quem todos recorrem quando precisam de alguma informação mais específica. Quando você pergunta alguma coisa para ele, na maioria absoluta das vezes, você vai receber uma resposta bastante precisa e mais uma quantidade absurda de informações relacionadas. Em muitos momentos, as pessoas com este perfil podem ser completamente indiferentes a qualquer coisa que fuja da sua área. Um Especialista sabe o quão vital ele é para a equipe e que, muitas vezes, a alta qualidade do trabalho não seria possível sem ele

  1. Articulador

Um Articulador é um gestor clássico, que vai sempre trabalhar pelo objetivo da empresa, mesmo que isso signifique que ele vai ter que tomar algumas medidas impopulares. São pessoas muito extrovertidas e proativas, mas com alguma frequência podem acabar sendo arrogantes e um pouco autoritários. O combustível deles é a fome por bater metas e alcançar objetivos, não necessariamente com empatia e criatividade, são pessoas muito pragmáticas.

  1. Implementador

Implementadores são aquelas pessoas que irão pegar as ideias abstratas do Pensador e do Especialista e transformá-las em um plano de ação concreto. É muito pé no chão e apegado à realidade, não sendo uma pessoa muito criativa. Precisam de um ambiente organizado para trabalhar bem e serem produtivos e se sentem à vontade com a hierarquia mais clássica, com uma diferenciação bem clara entre superiores e subordinados. É um sujeito muito prático e bom executor. Em alguns momentos pode demonstrar uma personalidade um pouco ríspida.

  1. Realizador

O Realizador, de maneira semelhante ao Implementador, é aquele que se dedica melhor à execução de uma tarefa do que à parte criativa. Realizadores se sentem à vontade em ambientes que tem bem definida a separação entre subordinados e superiores. Realizadores são bastante avessos a ideias inovadoras e extremamente perfeccionistas, ou seja, ele vai realizar um trabalho muito bem feito, mas dentro dos padrões mais tradicionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *