Eneagrama de personalidades

Entenda o que é esta ferramenta de assessment que se baseia em tradições milenares

Tempo de leitura estimado: entre 7 min e 8 min 30 s

O eneagrama nada mais é do que uma figura geométrica com 9 pontas (assim como o pentagrama é uma figura geométrica com 5 pontas), mas ele possui uma simbologia importante desde a Grécia Antiga, estando presente nos trabalhos de Platão e Aristóteles e, mais tarde, também marca presença em tradições judaicas, cristãs e muçulmanas, por ser uma figura que pode carregar muitas simbologias e uma riqueza de informações muito ampla.

No mundo contemporâneo, o filósofo armênio Gurdjieff (1866-1949), em meio a suas viagens por França, Rússia, Afeganistão, entre outros países, percebeu a presença constante desta figura e resolveu estudá-la e utilizá-la como símbolo dos processos naturais.

Um pouco depois, durante a década de 1950, o filósofo boliviano Óscar Ichazo (1931-presente) relacionou as 9 pontas do eneagrama a 9 atributos divinos da natureza humana, baseado na tradição cristã. Com isso, Ichazo dava início à relação entre o eneagrama e os tipos de personalidade. Nos anos seguintes, ele se dedicou a estabelecer uma relação adequada das emoções na figura, criando mais de 100 eneagramas ao longo de seu trabalho.

Por fim, coube ao psiquiatra chileno Claudio Naranjo (1932-2019), correlacionar os tipos do eneagrama às características psiquiátricas conhecidas, expandindo o trabalho de Ichazo e criando uma série de tipologias.

As nove personalidades do eneagrama são divididas em 3 categorias, como ilustra a figura acima

As nove personalidades do eneagrama são divididas em 3 categorias, como ilustra a figura acima

  • Os 9 tipos

A divisão do eneagrama nas 3 categorias ilustradas pela imagem também respeita uma outra divisão, como ilustra a tabela abaixo

CentroExtrovertidoAmbivalenteIntrovertido
InstintivoTipo 8Tipo 9Tipo 1
EmocionalTipo 2Tipo 3Tipo 4
MentalTipo 7Tipo 6Tipo 5
  • Tipo 1: Perfeccionista e Exigente

Pessoas deste tipo podem ser exigentes demais, tanto consigo mesmas quanto com os outros, podem se exceder na raiva e sentir alguma falta de confiança, de novo, tanto em relação a si próprios quanto em relação a terceiros. Se irritam com alguma facilidade ao primeiro sinal de desordem e têm uma necessidade de sempre ter a razão. Buscam sempre a perfeição absoluta, o que pode ser tanto uma bênção como uma maldição, vivem com os pés no chão, bem firmes ao presente. Geralmente podem ser descritos como centralizadores, críticos e constantemente insatisfeitos, mas são pessoas que têm um senso empreendedor, disciplina, organização e integridade inabaláveis e muito presentes em suas personalidades. Costumam ver o mundo de maneira bastante dual (bem e mal, sim e não, 8 ou 80)

  • Tipo 2: Amigável e Orgulhoso

No tipo 2, encontramos pessoas extremamente prestativas e prontas para ajudar em qualquer situação. Porém, elas acreditam que, por serem uma fonte de auxílio para todos, são completamente independentes e acabam se tornando um pouco orgulhosas. Por esse motivo, se irritam quando recebem ajuda alheia (ajuda essa que eles raramente pedirão, por orgulho). Podem se sentir menosprezadas caso alguém não reconheça o valor de sua ajuda. São pessoas extremamente sedutoras e carismáticas, do tipo que encanta a quase todos que a conheçam.

  • Tipo 3: Bem sucedido

São pessoas extremamente competitivas e focadas em um objetivo central: a prosperidade para receber reconhecimento. Bastante egocêntricas, são pessoas que sempre buscam receber atenção e trabalham para ter uma aparência de modelo a ser seguido. Para elas, os fins justificam os meios e, em alguns casos, podem ser lidas como pessoas falsas, que só se relacionam com outras por interesses pessoais específicos. Ambiciosas, podem se tornar, em casos extremos, gananciosas e prejudicar os demais. Podem ser muito produtivas com o incentivo e reconhecimento certos

  • Tipo 4: Insatisfeito e Emotivo

Muito sensíveis e sentimentais, as pessoas deste tipo podem ser muito insatisfeitas na vida e, se não se policiar, podem se tornar invejosas. Podem ser pessoas excessivamente críticas e irônicas, causando alguma impressão negativa àqueles em seu entorno. São pessoas muito autênticas e, por serem muito críticas, exigem originalidade. Por conta da sua sensibilidade aguçada, geralmente essas pessoas percebem o que a maioria acaba deixando passar e, com isso, são muito valiosas no sentido de terem um olhar detalhista

  • Tipo 5: Observador e estrategista

Neste tipo, encontram-se pessoas observadores e individualistas, que preferem assistir aos eventos a participar deles. Tendem a trabalhar visando a acumulação de bens e capital, podendo se tornar um pouco avarentas. Reservadas, objetivas e sérias, se sentem confortáveis quando conseguem planejar cada passo a ser dado e observar tudo, de todos os ângulos antes de tomar qualquer decisão. Por serem individualistas, se tornam auto-suficientes e corajosas, uma vez que, quando têm tempo de analisar e planejar bem, se sentem muito confiantes de suas ações.

  • Tipo 6: Cuidadoso

São pessoas muito desconfiadas, com um pé atrás sempre. Têm dificuldade em estabelecer relações de confiança, ao mesmo tempo que se sentem confortáveis cercadas de mais pessoas, para que isso passe uma sensação de segurança. Costumam se atentar a quaisquer perigos, desde os mais remotos até os mais eminentes e, com isso, se tornam pessoas muito prevenidas. São organizadas, comprometidas e criativas, além de altamente questionadoras – questionam as intenções alheias, questionam as ideias e atitudes de todos e até as próprias decisões. Às vezes, podem se tornar pessoas com muito medo, o que pode ser um empecilho para a tomada de algumas decisões.

  • Tipo 7: Feliz e Otimista

Estas são pessoas bem humoradas, otimistas e alegres. Daquele tipo que está sempre com um sorriso no rosto e uma piada na ponta da língua. Podem se sentir muito frustrados em situações de tristeza ou dor e tentam mascará-las com um sorriso falso e prazeres temporários. São muito inventivas e improvisadoras, conseguem circundar as piores situações com relativa tranquilidade. Podem se tornar um pouco difíceis de agradar pois se entediam com muita facilidade e precisam de constantes novidades na rotina, ou se encontrarão desmotivadas.

  • Tipo 8: Desafiador e autoritário

Pessoas do tipo 8 tem duas faces aparentemente antagônicas, mas que se completam. A primeira, é a face rebelde, que tenta se levantar contra regras e moralismos, gostam de desafiar os outros e suas imposições. A segunda, é autoritária, que não aceita rebeldia alheia e busca dominar aqueles à sua volta. Estas são pessoas insensíveis e que têm aversão a qualquer demonstração de fraqueza, podendo se tornar agressivas. Podem ser potencializadas positivamente com o ambiente adequado, pois são muito facilmente adaptáveis a cargos de liderança, mas cuidado! Poder demais nas mãos dessas pessoas podem resultar em um ambiente tóxico e tirânico.

  • Tipo 9: Mediador

No tipo 9, encontramos pessoas que zelam pela paz acima de tudo. Tentam sempre mediar e resolver conflitos, sendo tão amigáveis e agradáveis quanto possível. Podem se tornar pessoas apáticas, que criam uma espécie de barreira contra os conflitos da realidade. Expressão sempre muita calma, o que pode resultar em uma certa lentidão em determinados momentos. Ideais para cargos na área de Gestão de Pessoas, os mediadores raramente irão tomar partido nas brigas, mas vão tentar resolvê-las com muita diplomacia.

E aí, gostou de conhecer o Eneagrama de personalidades? Quer saber mais sobre as demais ferramentas de Assessment? Então não deixe de acompanhar nossa página e entre em contato com a Gente Mais Consultoria para aplicar esses conceitos na sua empresa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *