Nascemos já predestinados a termos nossos comportamentos para o resto de nossas vidas?

A resposta é não! O nosso comportamento é a junção de alguns fatores: a experiência, a compilação de nossos conhecimentos, a educação, a herança que nossos pais nos transmitem… Mas, no fim, o mais importante é a sua resposta para esta pergunta: o que você escolhe fazer com tudo isso?

A suas escolhas, seus desejos e sonhos, até onde você quer ir e as vezes em que você tropeçou e se levantou são coisas que definem o seu jeito de ser.

Muita gente acha que só porque ela tem comportamentos repetitivos, ela nasceu daquele jeito e vai ser assim para sempre. Mas, através de autoconhecimento, é possível entender seus padrões e seu sistema de funcionamento, podendo assim fazer outras escolhas que contribuam para melhorar o seus comportamentos.

Ou seja, antes de se desenvolver, é preciso entender quem você é. O autoconhecimento é muito importante mas, infelizmente, muito pouco presente em nossa cultura. Não temos aulas na escola de autoconhecimento, tampouco nossos pais nos ensinam sobre isso. Mas é preciso buscar o autoconhecimento se você quer melhorar seus comportamentos e se desenvolver como pessoa.

Mas também não adianta nada começar a se autoconhecer e não praticar o seu desenvolvimento. Ou seja, é preciso treinar suas atitudes. Não adianta saber suas limitações, seus pontos fortes e, no fim, não fazer nada e ficar chorando sentado porque não está melhorando. Assim você não estará utilizando o autoconhecimento justamente para o que ele serve: o seu desenvolvimento.

Durante todo esse processo, começamos a trabalhar nossa maturidade e a autoaceitação, entendendo o que você quer e o que você não quer. Você é o protagonista da sua história e é você que precisa estar de acordo com suas características, valores, desejos e metas a partir de seu autoconhecimento. Se você não faz suas escolhas e ações por você mesmo, mas pelos outros, com certeza vai ter problemas de autoestima, pois não estará fazendo as coisas a partir de seus próprios valores, gerando uma desconexão dentro de você mesmo. E isso certamente não vai te proporcionar felicidade nem satisfação e resultará em novos problemas de comportamento.

Então já sabe o que fazer! Invista em autoconhecimento e pratique o seu desenvolvimento, pode ter certeza de que vai se sentir com mais autoestima e realizado a cada atitude tomada.

 

Assista ao vídeo deste artigo:

Inscreva-se em nosso canal do YouTube e assista a outros vídeos! 🙂