Análise de perfil comportamental – Conheça a Metodologia DISC

Fique por dentro desta metodologia quase centenária e que ainda é de extrema utilidade nos dias de hoje!

Tempo estimado de leitura: entre 3 min 30 s e 4 min 30 s

Criada por William Marston – o mesmo psicólogo estadunidense que inventou o teste de pressão sistólica que é utilizado no polígrafo (mais conhecido como detector de mentiras) e a super-heroína Mulher Maravilha – a Metodologia DISC teve seus pilares introduzidos pelo livro “As Emoções das Pessoas Normais”, publicado em 1928. Marston teve como objetivo de vida, auxiliar as pessoas a se conhecerem melhor. O detector de mentiras era para ser uma ferramenta de autoconhecimento, não para condenar pessoas por crimes. A metodologia DISC surge com esse mesmo propósito.

É importante citar também que Marston acreditava que as mulheres deveriam conquistar um espaço maior no mundo e, por isso, sua metodologia não faz diferenciação entre um perfil comportamental masculino e feminino.

William Marston, o pai da Metodologia DISC acreditava em um mundo mais igual e no autoconhecimento como ferramenta para o crescimento pessoal

  • Os 4 fatores da Teoria DISC

Antes de falarmos a fundo dos 4 fatores que baseiam o DISC, é preciso deixar algumas informações bem claras. Primeiramente, não existe um perfil melhor do que o outro. O que existem são perfis com características diferentes, que se adaptam melhor a diferentes situações. É como na natureza: um cacto se dá bem em ambientes de pouca umidade, enquanto uma sequóia se adapta a ambientes úmidos, isso não significa que o cacto é melhor que a sequoia, ou vice-versa, eles são apenas diferentes.

Outro ponto importante é: você deve usar o DISC para entender como certos colaboradores podem ser mais produtivos e se sentir mais à vontade na sua empresa, mas nunca deve rotulá-los por causa de seus perfis comportamentais. Por último, é importante falarmos que uma mesma pessoa pode ter traços dominantes de mais de um fator DISC, ou seja, ela pode ser Dominante e Influente, Estável e Conformada etc.

Mas sem mais delongas, vamos aos 4 pilares da análise comportamental DISC:

  • Dominância: Indica como a pessoa lida com desafios e problemas, pessoas com este fator predominante tendem, como o nome já sugere, a ser mais dominantes em situações de crise e ser um pouco mais explosivas. Adjetivos relacionados: competitivo, obstinado, focado em objetivos;
  • Influência: Indica como a pessoa lida com outras pessoas ao seu redor e as influencia, pessoas com este fator predominante tendem a ser mais persuasivas e inspirar aqueles ao seu redor. Adjetivos relacionados: confiante, inspirador, otimista, líder, sociável;
  • Estabilidade: Indica como a pessoa lida com mudanças constantes e a habilidade de manter a cabeça no lugar independentemente do que está acontecendo ao seu redor. Adjetivos relacionados: agradável, paciente, bom ouvinte, sincero, constante e bom trabalhador em equipe;
  • Conformidade: Indica a capacidade de lidar com regras e imposições vindas de outros. Pessoas com este traço dominante tendem a ser bem disciplinadas e não questionar muito as ordens que recebem. Adjetivos relacionados: cuidadoso, obediente, perfeccionista, analítico.

Análise de perfil comportamental

O DISC é apenas uma das maneiras de se fazer uma análise de perfil comportamental – uma das mais usadas no mundo todo, se não for a mais usada – e conhecer melhor a si mesmo e aos colaboradores de sua empresa. Quer saber mais sobre Perfil Comportamental e suas utilidades? Fique ligado aqui no nosso blog!
Ficou interessado em conhecer melhor a metodologia DISC e implementá-la em sua empresa? Agende uma consulta com a Gente Mais Consultoria!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *